Hekate e os Oráculos Caldeus

“Eu vim, captando o ressoar da tua muito eloquente oração, a qual a natureza dos mortais descobriu com a sugestão dos deuses.”

Como alguns sabem eu sou devota de Hekate e ando pesquisando a sua relação com os Oráculos Caldeus – uma espécie de culto realizado no período romano e com influência dos escritos de neoplatonistas. Os oráculos caldeus são textos oraculares que foram canalizados através de médiuns em transe. A maioria dos fragmentos sobreviventes desses textos oraculares vieram para nós através dos escritos de neoplatonistas que escreveram comentários sobre eles. Ou através de pessoas da igreja que citaram os oráculos em seus textos contra os cultos pagãos. A maioria dos fragmentos dos oráculos foi falada por Apollon-Helios e Hekate.

Nos relatos, Hekate é aquela que vive e se conecta com as duas Divindade, que são os Pais. Ela liga as Idéias das Coisas (Primeiro Pai) ao Mundo Material (Segundo Pai).
Na visão de mundo dos oráculos caldeus, Hekate não é apenas a alma do mundo – mas ela tem emanações nos três mundos. Ela é como uma espécie de árvore do mundo neste sistema. Ela é a fonte dos mundos – mas ao mesmo tempo uma personificação de cada mundo. Ela é cósmica e hipercósmica.
Como uma árvore do mundo, ela conecta os mundos – ela está no ponto mais baixo (Tártaro no mundo material) e no ponto mais alto (no limiar da esfera de Had) ao mesmo tempo. E ela está em todos os limiares dos diferentes mundos. Guardando os portais – mediando e separando ao mesmo tempo.
Ou seja, Hekate é o Útero do qual tudo nasce, tanto os mundos, como as almas. Ela tem o seu papel de Senhora do Limiar muito forte, uma vez que Ela é o que liga as duas outras Divindades e permite com que tudo possa se criar. Ela vive no Limiar do Cosmos e é aquela por onde tudo se cria.
Neste culto ela tem status de Grande Mãe.

Separei alguns trechos:

Pois todos (os deuses) dizem que vieram da necessidade, não de modo simples, mas de um tal modo que,  se pode dizer assim, é persuasivo-forçado. Diz-se a respeito dos(versos) de Hécate de antes, por meio dos quais diz-se que ela aparece:

“em meio ao esplendor nebuloso da aurora, ilimitada e repleta de estrelas, deixando para trás a grande e imaculada casa do deus, desço à terra que alimenta a vida, seguindo os teus conselhos, e, sendo persuadido por palavras inefáveis com as quais o mortal moribundo se deleita em agradar os imortais.”

“do fogo possuidor-de-vida que preenche o útero gerador-de-vida de Hécate… derrama nos conectores a força do fértil e muito poderoso fogo.”

Texto: Adriana Rosa
Referências:
Hecate by Stephen Ronan.
Hekate die dunkle Göttin by Thomas Lautwein.
Hekate Soteira by Sarah Iles Johnston.
Melammu Project – The Heritage of Mesopotamia and the Ancient Near East
http://melammu-project.eu/

Se você gostou do artigo, deixe seu comentário! E se deseja saber mais sobre Deuses e Mitologia aguarde os próximos posts!

Para consultas, clique aqui.
Para cursos, clique aqui.

Um comentário em “Hekate e os Oráculos Caldeus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s