O desejo de agradar aos outros ou adequar-se à sociedade pode sufocar a essência do ser que habita em cada um de nós. Essa conduta reflete no corpo em forma de complicações uterinas. O endométrio é um revestimento do útero que produz substâncias nutritivas e muco para nutrir o óvulo no caso de ocorrer fecundação e ele se implantar no endométrio. Metafisicamente é a tentativa da mulher em se afirmar como pessoa diante daqueles que a cercam. O mecanismo adotado para alcançar esse objetivo é o de querer que os outros sejam iguais a si, que pensem e ajam à sua maneira. “se todos forem iguais a mim, não vou me sentir inadequado”.Isso representa não estar seguro quanto ao seu próprio jeito de ser.

O útero é afetado quando a mulher se distancia das suas características básicas, assumindo posturas de vida que não correspondem a sua maneira de ser.

Geralmente isso ocorre por ter sido muito criticada ou, ainda, por ter tido os piores resultados ao agir de acordo com seus princípios. Ao perder a originalidade, a mulher passa a viver em função do meio, moldando-se aos outros e assumindo papéis sociais ou familiares. Tenta ser uma esposa perfeita, uma mãe exemplar, uma amiga ideal, etc. Essa postura gera comportamentos que atendem aos modelos estereotipados pela sociedade; no entanto, ela não condiz com sua natureza íntima.

O que fazer?

Ficar segura de que temos o direito de ser diferente dos outros, agir a nossa maneira sem querer “forçar a barra” para que as pessoas também sejam assim; respeitar o seu estilo e deixar que cada um faça as coisas da sua própria maneira.

Lembrando que no Reiki Lunar temos um tratamento específico para Endometriose que aprendemos na Formação do Reiki Lunar e também atendo com Terapias Femininas, caso você não queria fazer nenhum curso.

Acesse:
Terapias Femininas
Curso de Reiki Lunar

Por Adriana R.

Referências: Metafísica da Saúde – Volume 2 – Valcapelli e Gasparetto.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: